Respirar: Inspirar Saúde, Expirar Saúde2017-12-15T01:24:16+00:00

Por dia inspiramos/expiramos cerca de 20.000 vezes! Mas será que o estamos a fazer bem?

É normal não pensar na forma como se respira. Um ato tão banal, presente desde o primeiro dia, não devia ser motivo de preocupação. A verdade é que a maneira como respiramos influência o nosso bem estar, físico e psicológico. Respirar corretamente ajuda a combater o stress, a aumentar a resistência física e a fortalecer o sistema imunitário. Já o oposto, pode conduzir a ataques de pânico e a situações de insónia e depressão.

O que afeta a nossa forma de respirar

Parece um contrassenso mas o facto é que, em bebés, sabíamos respirar de uma forma mais saudável do que agora, na idade adulta. As preocupações do dia a dia, como questões monetárias, o trânsito, as relações, o trabalho ou a falta dele, vão afetando a maneira como se respira. Sem darmos por isso, vivemos em estado de alerta constante, que nos impede de respirar profundamente, e de fornecer ao nosso corpo a quantidade de oxigénio que necessita.

O não usar a capacidade total dos nossos pulmões tem implicações várias. Começa por afetar os níveis de oxigénio e de dióxido de carbono (CO2) presentes no sangue, ambos vitais. A pele sofre por não receber sangue oxigenado. Os músculos cansam-se mais rapidamente e uma pessoa pode até ficar sem forças, devido à ausência de nutrientes no sangue.

Os benefícios de respirar profundamente

Para respirar corretamente uma pessoa necessita de usar o diafragma. Para o encontrar deve sentar-se confortavelmente ou deitar-se no chão, de costas. De seguida, deve colocar a sua mão esquerda na parte superior do peito, e a direita, na zona do abdómen, na “falha” a seguir às costelas.

Quando inspira e expira, a mão esquerda deve permanecer imóvel e só a direita é que deve subir e descer. Se notar movimento na esquerda, é porque está a fazer uma respiração pouco profunda e a não usar o diafragma corretamente. Altere a sua respiração de forma a apenas provocar movimento na mão direita.

Uma respiração lenta e ritmada, ajuda a regular os níveis de oxigénio e CO2, a reduzir o ritmo cardíaco e a ansiedade e a assegurar os níveis de nutrientes necessários na circulação.

Principal fonte consultada:

1. http://www.dailymail.co.uk/health/article-140722/How-breathe-way-good-health.html